sábado, 7 de janeiro de 2012

Só vive uma vez (1 Cor 15.32b)

video

(Onde o Trajano aguarda a vinda de Cristo).




SÓ SE VIVE UMA VEZ



(Comamos e bebamos que amanhã morreremos) (1 Cor 15.32b)
O gato pode até possuir as sete vidas que falam por aí, mas você só tem uma vida, uma só chance de viver. E como é que você está aproveitando a sua vida?
Quem determina o seu futuro? Os astros? A natureza, os orixás?
Será que Deus determina o nosso futuro? É verdade que Deus tem propósitos definidos para nossa vida. Deus deseja, por exemplo, que os homens e mulheres sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade que é Cristo. É certo que vamos morrer um dia. Está escrito que Deus vai julgar a todos com justiça mais tudo isto não significa que o seu futuro está determinado.
O seu futuro depende e você também, se você deixar Deus preencher a sua vida, a sua conduta será moldado pelo amor alegria, paz, justiça, estes princípios trazem felicidade e segurança hoje, o amanhã será outro dia.
A carta do ouvinte.
Carta de Aparecida Magalhães ela quer uma palavra sobre cremação. Pelo processo de cremação o cadáver ao invés de ser enterrado, é queimado, transformando em cinzas. A Aparecida procura mostrar a razão da sua pergunta dizendo: eu mesma não quero ser enterrada, pois fiquei com trauma disto. Já fiz os meus papeis para ser cremada, gostaria de saber se na Bíblia existe alguma coisa contra, ou a favor deste assunto.
É bopm mostrarmos aos nossos ouvintes as razões que a Aparecida tem para ser como assim ela diz um trauma, medo de ser enterrada. Ela conta na sua carta que quando criança sua madrinha a levava inúmeras vezes ao cemitério e os enterros que assistia.
Bem lamentavelmente isto ainda acontece mesmo numa época em que as pessoas são mais esclarecidas. Ninguém deve submeter uma criança a ficar vendo cenas de enterro, mesmo de parentes próximos.
Alguns pais obrigam os filhos pequeninos a beijarem o difundo o que serve apenas para deixar marcas na sua personalidade.
Não se deve fugir para o outro extremo é lógico, eu creio, tentar afastar a criança da experiência da morte a criança tem habilidades para entender certos acontecimentos, a morte de um animalzinho de estimação, por exemplo, faz com que ela sofra, mais sem revoltas.
Um parente que morre, é uma perda, mais a criança pode ser lembrada do valor daquela pessoa que partiu. Das lembranças agradáveis da sua companhia. É melhor que ela se lembre do rosto alegre, do sorriso nos lábios, dos gostos de vida, do que de um rosto frio de um corpo imóvel e sem vida.
Celsino, de onde afinal vem o costume de sepultar os mortos?
Bom segundo uma expressão da Bíblia, morte é definida da seguinte forma: o pó volte La terra como o era, e o espírito volte a Deus que o deu.
Naturalmente isto se refere a própria constituição do nosso corpo humano. Elementos naturais como água, cobrem cal o e outros. O sepultamento torna mais natural e absorção do corpo pela própria natureza.
Há  outros costumes dependendo da cultura os Egípcios se tornaram famosos por embalsamarem os seus mortos.
Certas nações indígenas penduram seus mortos em um lugar alto. Mais o costume que encontramos na Bíblia e me parece mais natural é o sepultamento dos mortos. Isto poderia ser feito em covas naturais como lemos no sepultamento de Sara a mulher4 de Abraão ou até mesmo no chão.
Já que o sepultamento dos mortos é apresentado em todos os tempos pela Bíblia, seria a cremação alguma coisa proibida por Deus?
Bom de fato o costume bíblico generalizado de se dispor dos corpos dos que morrem, é o sepultamento. Mais isto não quer dizer que a cremação seja alguma coisa proibida por Deus.
O ser humano é formado do pó da terra e ao pó voltará. Se sepultarmos um corpo o processo de decomposição é longo mais acontecerá.
Se cremarmos um corpo o processo de decomposição é imediato, tudo vira cinzas ou pó. O que precisamos ter em mente é que não somos formados apenas de matéria, mas temos um espírito.
Este depois da morte não reencarna num outro corpo mais fica aguardando a ressurreição. E em face da ressurreição do último dia, não importa a forma de sepultamento.
Se o cadáver foi sepultado, queimado ou até mesmo usado para estudos numa universidade de medicina nada disto importa, pois todos ressuscitarão pelo poder de Deus.
Preste atenção nesta afirmação de Jesus no Evangelho de João.
João 5.28 Não vos maravilhe disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão.
29. Os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.
Depois se quiser voe pode conferir este texto na sua própria Bíblia.
A questão mais importante então não é se seremos sepultados ou queimados, mais como nos levantaremos no dia da ressurreição? Estaremos para sempre na presença de Deus? Ou seremos banidos da sua presença?
Esta pergunta você e eu devemos responder agora, enquanto estamos vivos. Se fizermos as pazes com Deus por meio de Jesus Cristo creio que será fácil responder esta pergunta.
Qual o sentido da frase: comamos e bebamos que amanhã morreremos?
O comentário
Comamos e bebamos que amanhã morreremos. Você já deve ter ouvido esta frase mais de uma vez. Comamos e bebamos e bebamos que amanhã morreremos.
Esta frase é apreciada por quase todos mundo a razão é ao tipo de filosofia que ela expressa. Normalmente se diz: nós vivemos apenas uma vez. Só se vive uma vez? Diz a canção, e se a gente vive só uma vez, vamos tratar de aproveitar a vida, o máximo que pudermos.
Este conceito: comamos e bebamos que amanha morreremos é bem antigo. Você encontra na Bíblia já o apóstolo Paulo citando esta frase. Paulo o apóstolo de Cristo cita este conceito, para mostrar que ele não leva a morte a sério, e ainda menospreza o sentido real da vida.
Alguns gostariam que a morte fosse o fim de tudo. Morreu acabou. Mais isto não é verdade.
O que a morte é então?
O salário do pecado é a morte, mais o p0resente de Deus é a vida eterna por quem está unido com Cristo Jesus.
A morte é o preço do pecado. O ser humano foi feito para viver, esta é a razão pela qual a morte é algo estranho, antinatural para nós. Todos os dias pessoas estão morrendo, mais não nos acostumamos com a morte.
A morte é  a conseqüência da nossa teimosia em deixar a vontade de Deus e vivermos no egoísmo desenfreado. É a conseqüência da nossa corrupção interior.
A maldade tomou conta da nossa vida, e nesta condição não são possíveis termos comunhão com Deus. Alguma coisa precisa acontecer em nós para mudar nosso destino, ao enfrentarmos a morte física.
A morte ridiculariza o humanismo moderno e desafia nosso materialismo, pois afinal que é o homem? E o que vai levar desta vida?
A morte pende dia e noite sobre a nossa cabeça e não temos como escapar. Quem sabe a filosofia de vida: comamos e bebamos que amanhã morreremos pode nos ajudar?
Mais é uma maneira de pensar tão vazia e sem significado e não corresponde aos anseios e a dignidade do ser humano.
Querer se esconder atrás das comidas, bebidas, jogos, prazeres, diversões, sexo, trabalho, pesquisa, é algo tão sem significado, pois tudo isto está nas mãos da morte.
Se você tem que morrer um dia, ao invés de ficar buscando fuga, é melhor buscar alguma esperança.
Pelo menos isto faz sentido. Onde há alguma esperança você pergunta. A esperança que vence a morte é encontrada somente em Deus. A esperança que você precisa está em Jesus Cristo. que morreu para livrar você da culpa, do pecado, trazer libertação, paz e comunhão com Deus.
E Jesus venceu a morte. Se alguém venceu a morte, a morte não é o fim de todas as coisas. Aliás, se fosse não haveria sentido para a vida. Não valeria a pena viver. A vida neste caso seria infeliz e miserável.
A morte não é o fim, é apenas uma passagem para uma nova dimensão de vida.
Você decide aqui e agora, se ao enfrentar a morte vai continuar longe da presença e comunhão de Deus ou se participará da plenitude da vida com Deus.
Quem ouve as minhas palavras e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não será julgado mais passou da morte para a vida. (João 5.24)
Palavras de Jesus. Palavras de esperança. Jesus venceu a morte.



Nenhum comentário:

Postar um comentário